Os 12 Axiomas de Zurique

Da Thinkfn
Axiomas.jpg
Os doze axiomas de Zurique são um livro escrito por Max Gunther. Este livro dá-nos de forma muito sistematizada as doze regras de ouro que os banqueiros suíços utilizam para orientar os seus investimentos. É um bom livro para quem se está a iniciar no mundo do investimento, pois ensina regras simples e intemporais sobre a forma como os mercados se comportam.

E os 12 axiomas são:

  1. DO RISCO: A preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Diz que se não se está preocupado é porque não se está a arriscar o suficiente.
  2. DA GANÂNCIA: Diz que é sempre preferível realizar os lucros antes do pico do que quando já estão a cair.
  3. DA ESPERANÇA: Diz que quando o barco se começar a afundar, não se deve rezar, mas sim abandoná-lo.
  4. DAS PREVISÕES: Diz que o comportamento do ser humano não é previsível, que ninguém consegue prever o futuro. O especulador de sucesso não baseia as suas jogadas nas previsões, mas reage aos factos reais.
  5. DOS PADRÕES: Diz que até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso. Que a ordem nos mercados é uma ilusão. O mundo do dinheiro é um mundo desordenado, sem nenhum padrão de comportamento, um absoluto caos. Não existe fórmula para ficar rico.
  6. DA MOBILIDADE: Diz que não se devem lançar raízes. Que nos devemos agarrar às pessoas e não aos locais.
  7. DA INTUIÇÃO: Diz que só se pode confiar num palpite quando ele for possível de ser explicado. Que a intuição pode ser um útil instrumento especulativo, mas deve-se ter muito cuidado com ela.
  8. DA RELIGIÃO E DO OCULTISMO: Diz que se essas coisas funcionassem todos os videntes seriam muito ricos.
  9. DO OPTIMISMO E DO PESSIMISMO: Diz que o optimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Que nunca se deve fazer uma jogada por optimismo apenas. Antes de investir num negócio, pergunte-se como se safará se der errado.
  10. DO CONSENSO: Diz para fugir da opinião da maioria. Ela provavelmente está errada. O especulador tem de ir contra a pressão da opinião pública.
  11. DA TEIMOSIA: Diz que se não deu certo da primeira vez se deve esquecer. E que nunca se deve fazer um preço médio
  12. DO PLANEAMENTO: Diz que planeamentos a longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está controlado. E que apostar no amanhã já é um risco, apostar para daqui a vinte ou trinta anos é loucura total.