ZIRP

Da Thinkfn

<metadesc content="A Zero interest rate policy (ZIRP), ou política de taxas de juro zero, é uma política monetária adoptada por economias com crescimento fraco ou que estão a experimentar deflação." /> <keywords content="ZIRP, zero interest rate policy, política ZIRP, política de taxas de juro zero, Japão, deflação" />

ZIRP.PNG

A Zero interest rate policy (ZIRP), política ZIRP ou política de taxas de juro zero, é uma política monetária adoptada por economias com crescimento fraco ou que estão a experimentar deflação.

Debaixo de uma política ZIRP, o banco central mantém taxas de juro de 0% ou próximas em termos nominais. Uma política ZIRP deveria levar a um crescimento do investimento, visto que a barreira de custo de capital que um projecto de investimento tem que vencer para ser viável se torna praticamente nula.

Porém, quando uma política ZIRP é adoptada, geralmente isso acontece porque o nível de endividamento das famílias ou empresas já cresceu de tal forma que a propensão para assumir mais dívida, mesmo muito barata, é bastante baixa.

O principal exemplo de uma ZIRP é o Japão contemporâneo, onde as taxas directoras estão ainda (em Abril de 2008) em 0,50%. A taxa de desconto no Japão foi de 0,10% entre 19 de Setembro de 2001 e 14 de Julho de 2006.[1]

A 16 de Dezembro de 2008, a Reserva Federal dos Estados Unidos estabeleceu o intervalo 0-0,25% para as taxas de juro, deixando a expectativa de a manter neste intervalo durante "algum tempo". Este evento histórico aconteceu em resposta aos efeitos da crise despoletada pela bolha de crédito que rebentou em 2007. A medida tinha por ojectivo "recuperar o crescimento económico sustentável".[2]

Ver também

Referências

  1. Taxa de desconto do Banco do Japão (em inglês), série histórica.
  2. Press release - Release date: 16 December 2008 (em inglês). Federal Reserve System. “The Federal Reserve will employ all available tools to promote the resumption of sustainable economic growth and to preserve price stability. In particular, the Committee anticipates that weak economic conditions are likely to warrant exceptionally low levels of the federal funds rate for some time.”

Links relevantes