Porque funciona a estratégia do Fogueiro?

Da Thinkfn
float

Ao longo dos anos que tem estado connosco, o Fogueiro tem impressionado com a sua pontaria certeira, que está bem patente na Carteira NY, antes Carteira Energia & Metais.

Uma parte dessa pontaria deve-se a uma estratégia de timing baseada em 3 indicadores já descritos pelo Fogueiro, que podem ser consultados na Toolbox Fogueiro e estão descritos aqui:

Indicador dos 2 segundos

Indicador de médio prazo

Indicador de longo prazo

Porém, há algo mais na estratégia do Fogueiro. Não só ele consegue aproveitar decentemente os movimentos do mercado em geral, como acerta nos sectores que tendem a providenciar os melhores ganhos e dentro destes, em muitas empresas que sobem aceleradamente, ao mesmo tempo que evita sectores problemáticos.

Como é que isto é possível?

Tenho em crer que a resposta está no uso que faz do serviço da Zacks, e em particularidades deste serviço que, combinadas com fenómenos estudados e mecanicistas do mercado, resultam na performance do Fogueiro.

Este artigo visa explicar alguns desses fenómenos. Vejamos então um a um os pontos relevantes:

Surpresas negativas e positivas não são descontadas imediatamente pelo mercado

Existem estudos de finanças comportamentais que sustentam que perante uma surpresa positiva, a reacção (subida) de uma acção é inferior ao justificável, e perante uma surpresa negativa, idem, a descida é inferior ao justificável. O resultado disto é que após uma surpresa positiva o efeito de subida não se esgota no imediato, continuando nas sessões seguintes. O mesmo com descidas.

Sendo o Zacks um serviço que se baseia em momentum de estimativas e resultados, este tenderá a dar notas mais elevadas a papéis que apresentaram surpresas positivas, e notas mais baixas a surpresas negativas (tanto pelo impacto nas estimativas, como nos resultados). O resultado disto é que o Zacks explorará por consequência o efeito atrás identificado. O Fogueiro fará o mesmo, ao usar o Zacks na sua filosofia.

Sobre este efeito é ainda útil ler sobre o enviesamento conservador.

O consenso das estimativas possuí inércia

Tal é mecânico, o consensus é formado por vários analistas, e nem todos reagem às novidades fundamentais instantaneamente. O resultado é que quando a opinião mais recente de um analista se afasta do consensos devido a uma novidade fundamental, os restantes demorarão algum tempo a segui-lo. Tal, porém, dá um sinal ao Zacks (que como dissemos também usa o momentum das estimativas) de que existirão mais revisões naquele sentido.

Isto tem duas consequências:

  • Se uma estimativa subiu por razões fundamentais, é provável que outras se lhe sigam. A subida de estimativas e recomendações tem um impacto positivo nas cotações. O Zacks antecipa-se pois bastam-lhe poucas subidas para dar notas mais elevadas ao papel.
  • Se uma estimativa subiu por razões fundamentais, ela será apenas uma de muitas no consensus, o que significa que o consensus não reflectirá imediatamente toda a alteração fundamental verificada. Tal tem a consequência de que um papel onde existam subidas de estimativas terá uma probabilidade maior de a empresa bater as estimativas. O bater das estimativas regra geral resulta num efeito positivo (a menos que o fenómeno seja demasiado antecipado).


O Sector é importante, e beneficia dos mesmos efeitos

Como já foi explicado pelo Fogueiro, ele evita sectores fracos, e segue sectores fortes. Ora, a filosofia do Zacks serve para apurar isso também. Basta verificar quais os sectores onde uma percentagem maior dos titulos estará em condições de obter uma nota mais elevada pelo mesmo momentum de estimativas e resultados.

De facto, uma boa novidade fundamental numa empresa de um dado sector é, muitas vezes, boa para muitas das suas concorrentes. O mercado desconta isso mesmo. Se uma empresa de aço anuncia boas novas, as outras mesmo subindo menos, também sobem porque aquilo que melhora a actividade de uma empresa tende a melhorar a actividade das outras também.

Assim, uma filosofia que tende a antecipar boas novas da forma descrita atrás, beneficiará também deste efeito do sector.


Concluindo

A menos que o mercado passe a incorporar estes efeitos sobre-reagindo às novidades fundamentais, a estratégia do Fogueiro deverá continuar a produzir bons resultados durante os anos vindouros, dada a natureza do que parece produzir essa performance, só correndo algum risco:

  • Num mercado onde praticamente todos os sectores apresentem momentum negativo de resultados (porque o Fogueiro tende a estar quase sempre investido) ou;
  • Pontualmente em empresas cíclicas que no topo do ciclo batem as estimativas (produzindo notas elevadas no Zacks) em momentos onde a viragem está muito próxima – e mesmo aqui, ao primeiro sinal de falha nas estimativas tanto o Fogueiro como o Zacks tenderão a abandonar imediatamente essas empresas.


Autor

Incognitus, em 24/11/2007

Comentários

Este artigo pode ser comentado no fórum no seguinte tópico.

Disclaimer

Este comentário é um artigo de opinião e nunca uma recomendação de compra ou venda. Alerta-se ainda que a compra ou venda é da responsabilidade do investidor bem como o lucro ou perda daí existente. O Autor pode ter, e provavelmente tem, posições nos títulos referidos neste artigo. Em caso de dúvidas, deverá o investidor procurar um intermediário financeiro, a Euronext, ou a CMVM.