Owner earnings

Da Thinkfn

Em 1986, quando Warren Buffett detalhou o seu método de valorização de acções, afirmou que o que usava para determinar os resultados de uma empresa era algo chamado "Owner earnings", que definiu da seguinte forma:

"Estes representam (a) os resultados líquidos anunciados mais (b) depreciação, consumo (no caso de recursos finitos), amortização e alguns outros custos sem correspondente pagamento em dinheiro ... menos (c) a média anual de capex para instalações e equipamentos, etc., que o negócio exige para manter a sua posição competitiva de longo prazo e o seu volume de produção .... A nossa equação de owner-earnings não nos dá os números deceptivamente precisos que obtemos com o GAAP, porque o (c) é uma adivinha - e logo uma que por vezes é muito difícil de fazer. Não obstante este problema, consideramos os owner earnings, não o número do GAAP, como sendo o item relevante para efeitos de valorização ... Tudo isto aponta para a absurdidade dos números de cash flow que são normalmente avançados em relatórios de Wall Street. Estes números rotineiramente incluem (a) mais (b) - mas não subtraem (c)." (Warren Buffett, 1987) [1]

Cálculo

Resumindo, a fórmula de Warren Buffett é:

Owner earnings =
Resultados líquidos 
+ Depreciação
+ Consumo
+ Amortização
+ Outros custos sem saída de dinheiro
- Capex

Ou seja, é uma fórmula muito próxima do free cash flow (ou mesmo, equivalente a um free cash flow simplificado), com a diferença de que ele obtém um capex de cruzeiro através da média do capex ao longo de vários anos. Também parece existir uma preocupação maior com o capex para manter a posição competitiva, e não tanto com o capex necessário para crescer.

O que Warren Buffett critica no texto, é o uso solitário do EBITDA (que corresponde à parte positiva da sua fórmula) sem uma tentativa de se apurar o capex que lhe tem que ser deduzido.

Referências

  1. ((en)) Buffett, Warren E. (27 Fev 1987). Carta aos accionistas relativa a 1986. Berkshire Hathaway, Inc. Consultado a 2007-05-22.