Fusões e aquisições trans-fronteiriças

Da Thinkfn

Num estudo conduzido em 2000,[1] a Lehman Brothers concluiu que, em média, grandes fusões e aquisições trans-fronteiriças causam que a moeda nacional da empresa adquirida se valorize em 1% em relação à moeda nacional da adquirente. Por cada operação de cerca de mil milhões de USD, a moeda nacional da empresa alvo aumentou em valor 0,5%.

Mais especificamente, o estudo conclui que no período imediatamente posterior ao anúncio da operação, há em geral um forte movimento ascendente na moeda nacional da empresa alvo (em relação à moeda do adquirente). Cinquenta dias após o anúncio a moeda alvo está, em média, 1% mais forte. No período intermédio, o pico de valorização situa-se nos 5%.

Ver também

Referências

  1. ((en)) Lien, Kathy (2005-10-12). Mergers And Acquisitions - Another Tool for Traders. Investopedia. Consultado a 2007-10-31.